Aprender_Educar

Alunas do Curso de Mídias - Natalie - Cláudia - Esmenia - Educadoras comprometidas com novos conhecimentos

Friday, November 03, 2006

AMIZADE


" Ter um Amigo "
Ter um amigo é maravilhoso!
Ser amigo de alguém é ainda melhor.
É como acordar pela manhã e sentir o sol a brilhar...
Amigo é alguém com quem nos sentimos bem.
Um amigo de verdade é muito mais que isso.
É alguém que pensa em você quando não estás por perto.
Alguém que bate com os dedos na madeira quando tens que fazer coisas difíceis.
Nunca se está realmente só quando se tem um amigo.
Um amigo ouve o que você diz.
Tenta compreender o que não sabes dizer.
Um amigo não está sempre de acordo contigo.
Amigo mesmo é aquele que te questiona e te obriga a pensar honestamente.
Um amigo gosta de você, mesmo que faças asneiras.Um amigo ensina-te a gostar de coisas novas.
Amigo é alguém que tem sempre tempo para você.
Alguém que pensa em você, ouve-te e ajuda-te a descobrir quem realmente você é.
Alguém que te ajuda a descobrir coisas novas e interessantes.
Alguém que está com você e não tem pressa em te acompanhar.
Alguém em quem você pode acreditar.
Amigo é uma palavra bonita.
Na verdade é a melhor palavra.
Não vivas tão apressado que nem vejas que há alguém que quer ser teu amigo.
Quem é teu amigo? Espero sinceramente que seja eu!







Tuesday, October 31, 2006

Exemplos de atividades desenvolvidas no blog...

1º -Blog historinhas-com o objetivo de analisar as diferentes formas de interação entre leitor-autor, na construção de textos narrativos, de forma colaborativa.
2º -Blog de poesias
3º -Blog jornal

Quais são os problemas que os professores enfrentam com a questão da tecnologia na educação, na sua opinião? Quais as dicas que você daria?
Há problemas técnicos e pedagógicos.
Em relação aos técnicos: falta de laboratórios ou laboratórios mal equipados nas escolas e atualização do professor para uso das TICs. Em relação aos aspectos pedagógicos observa-se que, quando há o uso do laboratório de informática, com raras exceções, não há um projeto pedagógico que se relacione ao uso das TICs. Quando há um projeto, a maioria deles apresenta como professor responsável apenas o professor que trabalha no laboratório de informática, não havendo envolvimento da comunidade educativa, com raras exceções.
Outra observação refere-se à busca por novas ferramentas, não havendo no entanto, a preocupação de demonstrar como estas ferramentas possam ampliar a aprendizagem de diferentes conteúdos.
Estes problemas poderiam ser contornados com a capacitação adequada de todo o pessoal da escola e na elaboração de um projeto pedagógico que contemplasse todos estes aspectos.
Os blogs podem ser uma ferramenta de troca de experiências, de forma coletiva, onde os professores, pais, pessoal administrativo e também os alunos, discutissem o uso de diferentes ferramentas no processo de aprendizagem. Desta forma, não haveria iniciativas isoladas dentro da escola.
O que falta acontecer para que mais professores estejam envolvidos com tecnologia na educação?
Para se envolver com Tecnologia Educacional é preciso traçar objetivos. A partir do momento em que o professor direciona seu trabalho com o objetivo de oferecer diferentes oportunidades de aprendizagem, ele se interessa pela tecnologia. Para isto é importante que o professor tenha oportunidades de letramento digital. Sem este letramento ele continuará a relegar as TIC's a um segundo plano.
Quanto ao futuro penso que o mercado de trabalho irá fazer com que os professores trilhem novos caminhos. Como já acontece em outras áreas, em que a atualização/avaliação determina o desempenho do profissional, penso que mais cedo ou mais tarde isto também será cobrado do professor.
Enquanto isto, a partir da observação em blogs e listas de discussões, percebo que, atualmente, há uma compartimentalização no uso das TICs nas escolas. Não há envolvimento de todos os professores. São poucos os trabalhos que relatam o envolvimento da escola. A maioria são de relatos isolados de professores, como se pode verificar nos blogs. Mas, penso que isto tende a mudar, a partir, principalmente destes blogs, já que a divulgação dos trabalhos realizados de certa forma coloca a escola em evidência.
Você é uma "contadora de histórias" também em versão digital, com seu blog de histórias. Conte um pouco sobre esse seu interesse e como "traduziu" o contar histórias para o blog.
Meu interesse como contadora de histórias digital foi uma continuidade de meu trabalho. Há alguns anos, trabalhava como coordenadora pedagógica, em escolas rurais que ainda não tinham bibliotecas e comecei a criar livros para que os alunos pudessem ter material de leitura. Como tempo estes livros passaram a ser usados por diferentes escolas. O retorno era imediato, já que estava sempre em contato com as crianças, que inclusive pediam histórias sobre diferentes temas. A partir do momento em que fui trabalhar com ensino superior, senti falta da intervenção dos leitores.
Então, decidi começar o
Historinhas para ter contato com diferentes leitores e iniciar uma pesquisa sobre as formas de interação em blogs. Algumas das histórias publicadas nos livros foram apresentadas no blog e modificadas pelos comentários dos leitores, que alteraram as ações, criaram novos eventos e decidiram os finais dos textos.
Para adequar à linguagem dos blogs os textos são apresentados em capítulos. Cada capítulo/post permite a interferência do leitor que é apresentada no capítulo/post seguinte. Ao final da história, os leitores podem, até mesmo, ter se tornado personagem.
O blog já está numa
segunda versão e tem sido utilizado como material de pesquisa sobre a linguagem e o processo de interação utilizados pelos leitores. Contar histórias, portanto, além do caráter lúdico, é uma forma de utilizar o blog como recurso educacional e uma ferramenta de avaliação do processo de compreensão de leitura. E, professores do ensino fundamental estão convidados a participar do blog.

Continuação......Vc pode criar um blog para

Publicarem...
Suas reações a questões intelectualmente instigantes.Suas reações a fotos que você tenha postado.Diários pessoais.Resultados de investigações que eles tenham realizado sobre um tópico do programa.Suas idéias e opiniões sobre tópicos discutidos em classe.
Você pode incentivar seus alunos a criarem blogs para…
Aprender sobre blogs.Completar tarefas de redação.Criar um portfólio sobre sua produção escrita.Expressar suas opiniões a respeito de tópicos que estão estudando.Escrever comentários, opiniões, ou questões sobre o noticiário dos jornais ou assuntos de interesse pessoal.Discutir atividades e dizer o que pensam sobre elas (Você, professor, pode aprender muito com isso!).Escrever sobre tópicos do programa de estudos, utilizando o novo vocabulário aprendido assim como novas expressões idiomáticas.Mostrar suas melhores redações.
Você também pode solicitar à classe para criar um blog comunitário para...
Completar trabalho de projeto em pequenos grupos, designando para cada grupo uma tarefa diferente.Expor produtos de aprendizagens baseadas em projeto.Completar uma WebQuest.

Você pode criar um blog para.......

Postar mensagens sobre informações úteis tais como calendário, agenda de eventos, tarefas de casa e etc. Postar tarefas baseadas na leitura de referências recomendadas, e solicitar aos alunos que respondam em seus próprios blogs, criando um tipo de portfólio de seus trabalhos.Comunicar-se com pais se você está ensinando numa escola elementar.Postar desafios para a escrita.Fornecer exemplos de trabalho em sala de aula, de atividades de vocabulário, ou de jogos gramaticais.Fornecer exercícios de leitura on line para que seus alunos leiam e “reajam”.Reunir e organizar recursos da Internet para cursos específicos, fornecendo links para sites apropriados assim como informações sobre sua relevância.Postar fotos e comentários sobre atividades em classe.Convidar os alunos a comentarem ou postarem mensagens sobre determinados assuntos com o objetivo de lhes dar “voz” por meio da escrita.Publicar bons exemplos de redações dos alunos.Expor produtos de arte, poesia e histórias criativas dos alunos.Criar um site de ensino dinâmico, postando não somente assuntos relacionados com atividades da classe, mas também atividades, tópicos de discussão, links com informação adicional, informação sobre tópicos que os alunos estão estudando, leituras para inspirar a aprendizagem.Criar círculos de literatura.Criar clubes do livro on line.Fazer uso do comentário para que os alunos publiquem mensagens sobre tópicos utilizados no desenvolvimento de habilidades lingüísticas.Solicitar aos alunos para eles criarem seus próprios blogs individuais do curso, onde postarão suas próprias idéias, reações e trabalhos escritos.Postar tarefas para levar em frente aprendizagens baseadas em projetos.Editar jornais de classe, usando artigos escritos por alunos, assim como fotos que eles possam ter produzido.Linkar sua classe com outra classe em qualquer lugar do mundo.

Atividades com blog.

Mar de vozes: atividade com blog para sala de aula
Atividade sugerida - Partindo da imagem da internet como um "mar de vozes" e entendendo o aprendizado como um processo de socialização, estamos propondo um grande desafio aos professores. Lançar mão dos recursos tecnológicos disponíveis para experimentações mais radicais do uso e do sentido da produção coletiva de conhecimento. O primeiro passo é pesquisar o que é um blog e como se pode construir um blog. Em seguida cabe ao professor discutir com seus alunos a apropriação da linguagem do blog para o trabalho pedagógico e sistemático que a produção de conhecimento, pelo menos dentro da escola, requer. Confira os detalhes da nossa sugestão de atividade


Público-alvo: Professores do Ensino Fundamental, do Ensino Médio ou Universitário.
Objetivos:
* Trabalhar o blog como linguagem e, ao mesmo tempo, como ferramenta pedagógica.
* Usar este recurso como um instrumento, de fato, de construção coletiva do conhecimento.
* Ampliar, de maneira criativa, os repertórios culturais e tecnológicos de seus alunos.

Passos para realizar a atividade
1) Sugestão de tema para debate - Cidadania e Corrupção
2) Definir uma questão-problema que deverá ser alvo de publicação e debate no blog que será criado. Seja qual for o tema que estiver sendo estudado dentro de uma determinada área de conhecimento, cabe ao professor selecionar afirmações feitas pelos alunos (escritas ou orais), com o objetivo de, ao mesmo tempo em que se verifica os conhecimentos prévios que seus alunos têm do assunto, problematizá-los, isto é, provocar a reflexão a partir de um debate que justifique a solicitação para que os alunos busquem e pesquisem mais informações de maneira a construírem sua argumentação para serem publicadas como conclusões, mesmo que provisórias, que contribuam para o adensamento do debate. Tomando o tema Cidadania e Corrupção como exemplo, começamos pela problematização do tema, propondo a seguinte questão - cidadania e corrupção podem conviver bem? Ou ser cidadão e ser corrupto, cabem no mesmo sujeito? São idéias compatíveis?
3) Organizar a classe em grupos e sugerir que pesquisem na internet a partir das seguintes palavras chaves - cidadania, cidadão, corrupção, política, ética, congresso, parlamentares, impeachment, CPI ou outras.
4) Selecionar informações que possam se constituir em notas que tratem ou se relacionam com o tema em debate, isto é, notas sobre o "mensalão" , os depoimentos da CPI dos Correios, opiniões recolhidas de jornalistas, por exemplo, Contardo Calligaris escreveu na Folha de S.Paulo dia 23 de junho de 2005 - "Inventar o cidadão é a maior dificuldade moderna. Sua formulação básica é a seguinte: como se constitui uma consciência que dê valor à coletividade numa cultura em que, sem retorno, o indivíduo é o valor prioritário?" Esta citação poderá remeter algum texto publicado pelos alunos e ampliar as possibilidades de conversa e debate sobre o assunto.
5) Dividir a classe em duas grandes equipes (vermelha e azul) e cada um deles em grupos de 3 ou 4 alunos.
6) Solicitar que os grupos pertencentes à equipe vermelha se concentrem em selecionar argumentos que defendam que "cidadãos podem ser corruptos", ou seja, que a idéia de corrupção não é incompatível com a de ser cidadão, em outras palavras, nada impede que alguém que pratique a corrupção seja considerado um cidadão. Já os grupos pertencentes ao azul devem defender a tese de que os "cidadãos não podem ser corruptos", ou seja, alguém que pratica a corrupção não pode ser considerado um cidadão.
7) Organizar as informações encontradas e selecionar argumentos que defendam a tese de seu grupo em "resposta" à pergunta-problema.
8) Criar o blog e publicar as notas (posts) sobre a questão do "mensalão" e outros assuntos e as primeiras argumentações que os grupos azul e vermelho chegaram sobre o tema, em função de suas teses
9) Visitar o blog e ler com os alunos as duas teses e os argumentos publicados. Se houver contribuições externas aos grupos, melhor ainda.
10) Se julgar oportuno e valioso que haja contribuições de outras pessoas, um bom expediente seria convidar, por email, pessoas estratégicas para aprofundar o debate.
11) Voltar a discutir nos grupos e construir outras argumentações a partir das que foram publicadas.
12) Se for o caso, empreender novas pesquisas e criar outros posts.
13) Animar o debate, caso você perceba que uma ou outra argumentação possa render uma discussão mais apurada. Portanto, pesquisar para aprender, requer uma elaboração por parte do estudante, tendo o professor como um importante orientador neste percurso.
14) Como se trata de uma experiência educativa e pedagógica, cabe ao professor "encerrar" o blog, publicando a sua síntese sobre o debate produzido e fazendo observações sobre as argumentações e o nível de elaboração que seus alunos foram capazes de fazer sobre o assunto.
15) Indicar no próprio blog resenhas de alguns livros e links que os alunos poderão ler e investigar para ampliar o repertório sobre o assunto.
16) Uma outra possibilidade ainda, seria propor um debate neste formato entre duas ou mais escolas.

Algumas Possibilidades

Para Professores
Desenvolvimento de projetos escolares.
Trabalhos Inter-trans-Multi disciplinares.
Produção de material instrucional.

Para Alunos
Produção de resumos/sínteses da matéria.
Log (descrição) de desenvolvimento de projetos escolares.
Aprendizagem colaborativa
.

Para professores e Alunos
Conversações sobre assuntos iniciados em sala, e que podem ser aprofundados em
Lista de Discussão, com síntese num wiki.

Alguns motivos para usar blogs como atividdae de ensino aprendizagem

A web é uma ótima ferramenta para compartilhar conhecimento.
Escrever sobre algo, implica em reflexão e crítica, o que é fundamental no processo de ensino-aprendizagem.
Desenvolver a habilidade de gerenciar informação.
Desenvolver a habilidade de transformar informação em conhecimento.
Evitar o retrabalho docente. Uma vez publicado você só precisa aperfeiçoar!!!
Desenvolver o espírito de colaboração(aprender a conviver)
Aprender a aprender.
A utilização de blogs na educação, possibilita o enriquecimento das aulas e projetos através da publicação e interação de idéias na Internet. Basta adequá-los aos
objetivos educacionais, para que o conhecimento seja construído através da interação dos recursos informáticos e das capacidades individuais, criando um ambiente favorável para a aprendizagem

vantagens do Blog Educativo

Os blogs são um espaço privilegiado para a organização de aulas, oficinas, pesquisas, onde pode-se sistematizar um assunto organizando-o de acordo com as necessidades específicas de um grupo (de alunos ou professores), constituindo-se em um significativo Webfólio do processo de aprendizagem. A sua aplicação no cotidiano escolar pode se dar na forma de blogs pessoais onde os alunos escrevem livremente, bem como podem ser Blogs voltados para os conteúdos abordados através da publicações de notícias, reportagem, pesquisas, histórias, debates ou através da criação de textos.

Blog em ação

Os conhecimentos adquiridos pela turma durante os projetos de estudo, bem como as demais atividades, podem ser registradas no blog, sendo possível enriquecer os relatos com links, fotos, ilustrações e sons. Os blogs são usados com o objetivo de desenvolver o hábito de registro e para divulgar boas iniciativas. São estratégias que visam dar a palavra aos estudantes e desenvolver a sua criatividade. Todo o processo, desde escolher o servidor, eleger e editar o visual, inscrever os participantes e decidir o nome e os objetivos do blog, pode ser feito coletivamente. Também é possível fazer do blog um jornal da turma.

Os objetivos do blog...

Os blogs educativos são páginas simples, que levam vantagem sobre as home pages pela facilidade de criação e publicação, já que atualmente não é necessário nenhum conhecimento em programação para criá-los e atualizá-los. Além disso, publicam idéias em tempo real e possibilitam a interação com qualquer pessoa do mundo que esteja conectada. Sua principal característica são os textos curtos que podem ser lidos e comentados, abrangendo uma infinidade de assuntos: diários, piadas, notícias, poesias, músicas, fotografias, enfim, tudo que a imaginação do autor permitir. Como num veloz arquivo eletrônico, ele permite a abordagem de diversos assuntos, aumentando a interatividade com os visitantes, que passam a constituir uma comunidade. Ampliam-se assim, as possibilidades de um diálogo com outras formas de saber entre as diferentes disciplinas do conhecimento escolar. Os blogs podem ajudar a construir redes sociais e redes de saberes. Na educação, os blogs são uma excelente ferramenta para publicação de idéias. Esses diários eletrônicos são uma ferramenta diferente, com potencial para reinventar o trabalho pedagógico.

Histórico do Blog

Começou com um programador de computadores chamado JORN BARGER com suas opiniões auto-confiantes, resolveu “postar” na internet onde comentava, o andamento do conflito israelo-palestino. Aos poucos, passou a atualizar diariamente a sua “coluna” pessoal. Batizou-a de “weblog” ou “diário de bordo da rede